Dois anos de Prática e Fé na Lei Mística



Desde que me entendo por gente, sempre busquei na religião uma forma de me harmonizar espiritualmente, mas infelizmente as doutrinas as quais fui apresentado sempre me deixou uma lacuna que não conseguia preencher. Até que aos 18 anos, assisti o filme O PEQUENO BUDA e comecei a enxergar um possível caminho a se trilhar.

Infelizmente eram poucas as informações que eu tinha, até que por uma “acaso” ao caminhar pelas ruas da minha cidade (Icó,Ce.) avistei no chão um convite para uma reunião do BUDISMO NITIREN DAISHONIN que aconteceria na casa de uma conhecida minha (Márcia), a qual eu nem fazia ideia que era Budista, tão pouco sabia eu que existiam Budistas aqui no Ceará, ao chegar a hora da reunião, deparei-me com 3 membros da BSGI que vieram da capital (Fortaleza) para esta reunião, após a recitação do GONGYO e do DAIMOKU eu me senti tão bem, tão em paz comigo que a partir daí comecei os meus estudos, após 1 anos resolvi me converter, e então no dia 10 de outubro de 2009 na cidade do Juazeiro do Norte fui finalmente consagrado com tal privilégio.

Pouco tempo depois a minha amiga e mestra teve que ir embora em buscas de melhorias pessoais e eu fiquei aqui na minha prática solitária e árdua, mesmo assim, não desisto, pois com o Budismo Nitiren pude ver a realidade de todas as cosias que me cercam e comecei a entender o plano da minha vida, após alguns meses os benefícios foram incontáveis, fui promovido no trabalho, pois o reconhecimento profissional sempre foi a minha grande meta de vida, na família, amizades e espirito. E é com muito orgulho que faço 2 anos de prática e fé no Budismo Nitiren Daishonin e é assim quero terminar meus dias nesta encarnação.

NAM - MYOHO - RENGUE - KYO


"Se o senhor deseja livrar-se dos sofrimentos de nascimento e morte que vem suportando por eras eternas e deseja alcançar a suprema iluminação nesta existência, deve despertar para a verdade mística que sempre existiu em sua vida. Essa verdade é Myoho-rengue-kyo."

"Há ocasiões em que a vida parece triste e monótona. Quando nos sentirmos atolados em alguma situação, quando tivermos sentimentos negativos em relação a tudo, quando nos sentirmos perdidos e confusos, sem saber que atitude tomar devemos transformar o nosso espírito passivo e determinar: Continuarei por este caminho,Cumprirei minha missão hoje. Quando agimos assim, surge em nosso coração uma verdadeira primavera; e flores começam a desabrochar. Perseverar para nós, isso significa continuar a recitar Daimoku e dialogar com as pessoas. Como somos afortunados por termos meios concretos para realizarmos essa transformação do inverno para a primavera em nossa vida!"
SHARE

Bruno Kaoss

Um apaixonado por todas as formas de expressões artísticas, em especial a Música. QUESTIONADOR... Adoro divulgar informações e promover debates sobre questões sociais, econômicas, políticas, ambientais e culturais.

  • Image
  • Image