O livro que salvou a minha vida


Estava eu, desesperado, prestes a cometer o maior erro de minha vida, no caso, ceifá-la. Acho que todos nós pensamos, tentamos, ou se não, algum dia iremos pensar, que a melhor forma de resolver um grande conflito interno seja este, ou pelo menos o fato de pensar em tal absurdo nos dê o discernimento de compreender que a vida, na realidade, nunca deve ser punida por situações causadas por você mesmo.

Apenas uma pessoa sabe desta história, e hoje livre de todo este conflito resolvi compartilhar, mas cabe a você leitor, achar que este é apenas mais um texto meu, ou um relato verídico de vida.

Fique a vontade...


O certo é que, há cerca de 7 anos atrás, eu, no auge de minha ignorância/desespero, pensei em tirar a minha própria vida, expor aqui os motivos seria irrelevante, pois hoje vejo que eram realmente insignificantes com relação ao valor de uma vida, o valor da minha vida.

Então me pus de joelhos nas areias que refletiam o sol daquela tarde quente, não só o sol, mas que trazia a mente os melhores momentos de minha infância.

Em minhas mãos, um calibre que talvez me deixasse apenas em coma ao invés de dar conta do recado, mas foi o que consegui, com o amigo de um amigo de um amigo...

Olhei para cima, coloquei o cano em minha garganta, e contei a três, foi então que um pedaço rasgado de papel voa em minha direção e acerta em cheio o meu rosto, que com o soprar do vento fica parado, logo, eu achei que este seria um sinal, e ao ler o pedaço de papel envelhecido, vejo a seguinte frase:

"Mais uma vez na briga.
Na última boa batalha que eu jamais conhecerei.
Viver e morrer neste dia.
Viver e morrer neste dia".


Apenas isso, e no canto inferior direito: "Ghost Walker", de Ian Mackenzie Jeffers.


Então, procurei, fucei, até que achei o tal livro, na verdade, um Conto.

Seria o acaso? Destino?

Sim ou não, aqueles versos, e logo após o conto, salvaram a minha vida, será? Talvez...

Qualquer evento que aconteça em nossas vidas, cabe somente a nós mesmos interpretar, mas por favor, que seja da melhor maneira possível.

E eis-me aqui hoje, escrevendo pra vocês.

Anos depois, fizeram um filme baseado neste Conto, com o maravilhoso Liam Neeson, chamado The Grey (A Perseguição). Veja o trailer AQUI 


SHARE

Bruno Kaoss

Um apaixonado por todas as formas de expressões artísticas, em especial a Música. QUESTIONADOR... Adoro divulgar informações e promover debates sobre questões sociais, econômicas, políticas, ambientais e culturais.

  • Image
  • Image