[01] O homem de terno cinza

(Bruno Kaoss / Pedro Alex / Pedro Lucca Cândido)

Ei Pai! Não tem fantasmas aí não?
Assistindo a minha vida através das paredes?
Ei Pai! Então eu vou colocar a cruz no chão.
Pra me transportar pros “campos verdes”.

Na minha mente eles lêem pensamentos,
Estou ficando louco? Ou estou ficando só?
O homem de terno cinza tem meus trejeitos!
A casa já ruiu e hoje só tem o pó.

Cê fuça meu passado me desgraça e vem “tá tudo bem”
Queimando a roupa suja, lavando essa situação
 Tentando me alienar, com suas armas de persuasão
Olhe bem pra mim que eu não vou cair nessa
Sua conversa não... Me interessa não!

O que fazer amanhã? Por favor, me diga!
O que vai fazer hoje o homem de terno cinza?

Que diferença isso faz?
Será que estou acordado?
Por que nada me satisfaz?
Meu mundo foi abalado.
Estamos com medo ou não?
Vejo a arma no paletó.
O meu Pai caiu do chão foi baleado sem dó.


SHARE

Bruno Kaoss

Um apaixonado por todas as formas de expressões artísticas, em especial a Música. QUESTIONADOR... Adoro divulgar informações e promover debates sobre questões sociais, econômicas, políticas, ambientais e culturais.

  • Image
  • Image