[07] Pobre menina rica

(Bruno Kaoss)

Quando a noite morrer
Ela vai chegar em casa
Ainda perfumada, suada
Mas sem nem saber quem é...

A noite passada bebeu todas
Riu a toa com os seus “amigos”
Mesmo sem saber os seus nomes
Não se prende a detalhes, yeah....

Sobe pro seu quarto bagunçado e ao lado
O seu irmão corta os pulsos
Toma impulso e se joga mais uma vez
Tudo bem finge que nem viu

E o seu pai? Fugiu pra Singapura
Com aquela estagiária tesuda
Com cara de safada, malhada
E olhos cor de anil, ohhh...

Ser rica e famosa tem seu preço
Ser pobre e anônimo também
Um quer o que o outro tem
Seja dinheiro ou felicidade...
Vomita em um balde conhaque sem gelo
Tira o laquê, o esmalte
Acha normal ver a sua mãe no sofá
Mais uma vez com o amante.

A noite passada bebeu todas
Riu a toa com os seus “amigos”
E hoje não vê mais solução
Pro que ela chama de vida, oh não...

Ser rica e famosa tem seu preço
Ser pobre e anônimo também
Um quer o que o outro tem
Seja dinheiro ou felicidade...
Vomita em um balde conhaque sem gelo
Tira o laquê, o esmalte
Acha normal ver a sua mãe no sofá
Mais uma vez com o amante.

Yeah... Pobre menina rica...
Yeah... Pobre menina rica...

Pobre menina rica!



SHARE

Bruno Kaoss

Um apaixonado por todas as formas de expressões artísticas, em especial a Música. QUESTIONADOR... Adoro divulgar informações e promover debates sobre questões sociais, econômicas, políticas, ambientais e culturais.

  • Image
  • Image