Ideologia política, que bicho é esse?



Definição:

“Ideologia é um conjunto de idéias ou pensamentos de uma pessoa ou de um grupo de indivíduos. A ideologia pode estar ligada a ações políticas, econômicas e sociais.”


Ideologia política é uma mentira atraente e logicamente bem fundamentada que visa convencer pessoas ingênuas (militantes) ou não (empresários) a trabalharem para defender interesses de um determinado grupo que almeja conquistar o poder político. A verdade é que para o grupo que almeja o poder qualquer ideologia servirá e será usada desde que seja eficiente.
Lamentavelmente, hoje vemos diariamente nos noticiários os escândalos providos dos mesmos partidos políticos que um dia lutavam por um ideal totalmente contrário ao posicionamento atual. É como se não houvesse mais "direita" ou "esquerda", mas sim um mero jogo de poder e interesses.

A ideologia política é uma mentira atraente...

Infelizmente essa é a realidade que se encontra nos grandes partidos do Brasil. Acredito e sei que há bons partidos que defendem uma ideologia seriamente, e creio também que esse seja um dos fatores de permanecerem pequenos. Pois é muito mais fácil distorcer e enganar do que seguir com seriedade a ideologia do partido.
Isso seguindo o raciocínio limitado e burro. Porque política, no Brasil, se limita ao partidarismo, aliás, adicionando um prefixo adequado: pseudo-partidarismo. “Torcemos” por um partido assim como torcemos para um time de futebol. Não importa os planos do cara, o que ele faz, o que ele promete fazer. Votamos no carisma ou porque ele é do partido que escolhemos torcer.



Corrupção, acordos escusos, mentiras deslavadas. Esta é a política que nós conhecemos. Um político acusa o outro, a mídia expõe os problemas de vários e o povo trabalhador, cada vez mais perdido, vai perdendo as esperanças e o interesse em política.
Pobre povo que trabalha o dia todo para sustentar, não só a própria família, mas também a essa corja de políticos e burgueses mal-agradecidos! Se o político que, ontem, era do povo, dizia-se revolucionário, hoje aperta a mão dos conhecidamente corruptos em troca de alguns minutos de televisão, que raios de revolução foi essa? Oras, políticos fazendo acordos escusos para serem eleitos, isso já existia aos montes! Onde está a transparência, a honestidade, a verdadeira representatividade?

Cadê a democracia?

Essa é realmente uma questão bem difícil: a chamada disputa pela consciência. Sinceramente, o que eu entendo é que a revolução é simplesmente inevitável, as pessoas já se revoltam e já viram cada vez mais o sistema de cabeças para baixo. Até pessoal de direita está fazendo passeata contra a corrupção. O verdadeiro problema é como organizar as pessoas que lutam, dar a elas condições para a auto-organização. Esta auto-organização deve então, talvez, tornar-se cada vez mais forte e ir substituindo a organização existente.

Por exemplo: uma empresa não precisa de uma diretoria e um sindicato, o sindicato pode muito bem desempenhar os dois papéis. Ou seja, as empresas têm um duplo-poder (burguesia e sindicato). A revolução russa funcionou da mesma forma, só que o duplo-poder era entre o Estado e o partido Bolchevique. Eventualmente, o partido Bolchevique tomou o país e o Estado deixou de existir.

Eu não vou mudar merda nenhuma com esse texto, mas, tenham em mente essa ideia. Eu quero viver em um país bom. Desculpe o clichê, mas, é só cada um fazer sua parte. O problema é que nem eu mais faço a minha.

Mas podemos mudar isso, semana que vem teremos mais uma vez a chance de tentar mudar esse quadro, de mudar o nosso país, e isso só depende de nós mesmos.

Boa sorte!


SHARE

Bruno Kaoss

Um apaixonado por todas as formas de expressões artísticas, em especial a Música. QUESTIONADOR... Adoro divulgar informações e promover debates sobre questões sociais, econômicas, políticas, ambientais e culturais.

  • Image
  • Image